Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

POTIRENDABA SÃO PAULO
HISTÓRICO
João Antônio de Siqueira adquiriu de Manoel Ponciano Leite,em 1829, cerca de 1044 alqueires de terras, na região de São José do Rui Preto, aí estabelecendo-se com numerosa família. O patrimônio teve início, no entanto, somente em 1905, com a distribuição dos bens entre os herdeiros, realizada pelo engenhio Luiz Roncati que foi autorizado a reservar uma gleba de 17 alqueires para a povoação, cujo padroeiro seria o Senhor Bom Jesus.
Cumprindo condições estabelecidas por ocasião da partilha, Luiz Roncati autorizou José Rodrigues da Costa, vulgo Carioca, a construir casas no arraial, que seriam vendidas à medida que surgissem os interessados. As primeiras casas de pau-a-pique começaram a ser edificadas em 1907, substituídas em pouco tempo, por alvenaria, sendo a primeira unidade adquirida por José Contador.
Iniciativa marcante no desenvolvimento da povoação, então conhecida por Três Córregos, foi a construção da capela, erigida por Lourenço Siqueira, Manoel bento e outros. Em 1910, Manoel Mario da Silva estabeleceu a primeira casa comercial e, no ano seguinte, foi instalado o distrito policial.
A povoação continuou seu desenvolvimento sendo criado, em 1919, o Distrito de Paz, com a denominação Potirendaba.
O topônimo, de origem indígena, significa, conforme Departamento de Línguas Indígenas da Universidade de São Paulo, lugar ou sítio das flores.

GENTÍLICOS: POTIRENDABANO
FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA
Distrito criado com a denominação de Potirendaba, por Lei Estadual no 1676, de 10 de dezembro de 1919, no Município de Rio Preto.
Nos quadros de apuração do Recenseamento geral de I-IX-1920, Potirendaba figura como Distrito do Município de Rio Preto.
Elevado à categoria de município com a denominação de Potirendaba, por Lei Estadual no 2098, de 26 de dezembro de 1925, desmembrado do Município de Rio Preto. Constituído do Distrito Sede. Sua instalação verificou-se no dia 21 de março de 1926.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de Potirendaba (ex-Potyrendaba) figura com o Distrito Sede. Na povoação de três Córregos e a denominação de Potirendaba, por Lei Estadual no 1676, supracitada, sendo instalado em 06, de abril de 1920.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-19376, bem como no quadro anexo ao Decreto-lei Estadual no 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Potirendaba pertence ao têrmo judiciário de Rio Preto, e figura com o Distrito Sede.
No quadro fixado, pelo Decreto-lei Estadual no 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o Município é composto do Distrito Sede e pertence ao têrmo de Rio Preto, da comarca de Rio Preto.
Em virtude do Decreto-lei Estadual no 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município ficou composto do Distrito Sede e pertence ao têrmo e comarca de São José do Rio Preto.
Permanece composto apenas o Distrito Sede, comarca de São José do Rio Preto, nos quadros territoriais fixados pelas Leis Estaduais nos 233, de 24-XII­1948 e 2456, de 30-XII-1953 para vigorar, respectivamente, nos períodos 1949­1953 e 1954-1958.
Em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o município é constituído do Distrito Sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.6.23.1