Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Prefeitura Municipal : Sertãozinho (SP) - [19--]
Prefeitura Municipal : Sertãozinho (SP) - [19--]
Cine Zenith : Sertãozinho (SP) - [19--]
Ginásio Estadual : Escola Normal Municipal : Escola Técnica de Comércio N. S. Aparecida : Sertãozinho (SP) - [19--]
Hospital Netto Campello : Sertãozinho (SP) - [19--]
Ginásio Estadual de Sertãozinho : Sertãozinho (SP) - [19--]
Veja mais fotos

História

Em 1827, o Brasil, que se encontrava separado de Portugal há cinco anos, era governado pelo imperador D. Pedro I. Enquanto o Rio de Janeiro começava a constituir a sua Corte Imperial, com fazendeiros e coronéis ganhando títulos de barões e viscondes, a vida no interior de Minas Gerais transcorria calmamente com a prática de atividades da pecuária, da lavoura e do comércio e a dedicação aos ofícios religiosos.
Era nesse ambiente simples, de terras verdes e colinas, que, numa região que ia de Caldas até Andradas, no sul daquele Estado, vivia João Manoel de Pontes, rodeado de parentes e assentados ligados entre si.
No início do século XIX, João Manuel, enfrentava numerosas dívidas e dificuldades em seus negócios. Sua esposa, Escolástica Maria Rosa, falecera com apenas 28 anos, vítima de hanseníase. Apenas quatro meses depois, no dia 9 de setembro de 1823, João Manuel casou-se com Ana Benedita de Oliveira.
Na época, todos comentavam a beleza do sertão paulista conhecido pelas suas terras 'vermelhas como sangue', já que até as roupas dos sertanistas que regressavam para Minas Gerais estavam impregnadas dessa cor. Como tinha pouco a perder e grande desejo de aventura, Pontes organizou, com alguns parentes, amigos, agregados e três escravos, além da mulher e dos filhos, uma marcha rumo ao noroeste.
A comitiva foi a pé, com carros de boi, cavalos e burros levando os apetrechos necessários para a jornada. No grupo estavam: Manuel Jacinto de Pontes e Antônio Maciel de Pontes, este ainda criança, filhos de João Manoel, e seu genro Antônio Quirino de Souza Benevides. Também seguiram o mesmo caminho o seu irmão Domiciano Manuel de Pontes, seus cunhados Antônio Joaquim da Rocha e José Antônio de Melo e seu amigo Antônio João Ferreira, todos oriundos de Caldas.
Após meses de jornada, os valentes aventureiros alcançaram o território onde hoje se encontram as cidades de Sertãozinho e Pontal e o Distrito de Santa Cruz das Posses. Naquela época, porém, a região era coberta por uma mata cerrada.
João Manuel, em 1827, chegou até um ribeirão, o córrego do Sertãozinho, e o percorreu de sua cabeceira até a foz no Rio Mogi-Guaçu. Também explorou todos os afluentes da região, tomando posse do território, que denominou Fazenda do Sertãozinho do Mato Dentro. Uma medição posterior apurou que essa área chegava a 13.768 alqueires.
Em 1847, ano da morte de João Manuel de Pontes, a família dominava aproximadamente 25 mil alqueires e começou a se dedicar mais ao cultivo das terras e a construção de benfeitorias para os que ali habitavam. Os sucessivos casamentos, inventários, heranças, partilhas, negócios de compra e venda, permutas e doações transformaram Sertãozinho numa enorme colcha de retalhos, constituída de pequenos sítios, chácaras e fazendas. Para se ter uma idéia, cem anos após a chegada dos primeiros posseiros, em 1930, ano da Revolução que mudou o destino do País, a Fazenda do Sertãozinho do Mato Dentro encontrava-se dividida em 189 partes.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Sertãozinho, pela Lei Provincial n.º 31 de 10-03-1885.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Sertãozinho, pela Lei Estadual n.º 463, de 05-12-1896, desmembrado do município de Ribeirão Preto. Sede na povoação de Aparecida do Sertãozinho. Constituído do distrito sede. Instalado em 21-04-1897.
Pela Lei Estadual n.º 569, de 27-08-1898, é criado o distrito de Santa Cruz das Posses e anexado ao município de Sertãozinho.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Sertãozinho, pela Lei Estadual n.º 1.038, de 19-12-1906.
Pela Lei Estadual n.º 1.093, de 18-10-1907, é criado o distrito criado de Pontal e anexado ao município de Sertãozinho.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 3 distritos: Sertãozinho, Santa Cruz das Posses e Pontal.
Pela Lei Estadual n.º 1.500, de 26-09-1916, é criado o distrito de Pradópolis e anexado ao município Sertãozinho.
Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município é constituído de 4 distritos: Sertãozinho, Pontal, Pradópolis e Santa Cruz das Posses.
Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 6.915, de 23-01-1935, é desmembrado do município de Sertãozinho o distrito de Pontal. Elevado à categoria de município.
Pela Lei n.º 2.626, de 14-01-1936, é criado o distrito de Barrinha e anexado ao município de Sertãozinho.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 4 distritos: Sertãozinho, Barrinha, Pradópolis e Santa Cruz das Posses.
Pelo Decreto Estadual n.º 9.775, de 30-11-1938, o distrito de Pradópolis foi transferido do município de Sertãozinho para o município de Guariba. O Decreto-lei acima citado altera a denominação do distrito de Santa Cruz das Posses para Cruz das Posses.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Sertãozinho, Barrinha e Cruz das Posses (ex-Santa Cruz das Posses).
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.
Pela Lei Estadual n.º 2.456, de 30-12-1953, é desmembrado do município de Sertãozinho o distrito de Barrinha. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Sertãozinho e Cruz das Posses.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte

Sertãozinho (SP). Prefeitura. 2015. Disponível em: http://www.sertaozinho.sp.gov.br/conteudo/historia-do-municipio#.VL0cQdJ6aGU. Acesso em: jan. 2015.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.40